• Lara Silva 9ºA

EU, ELA E AS ESTRELAS


Mulher alegre, religiosa, linda e espontânea. A minha avó, a pessoa que mais próxima tive a uma mãe, a pessoa que ouviu todos os meus caprichos, a pessoa que aguentava choros e risos, a pessoa que me obrigava a ir à missa e a rezar o terço, a pessoa que me ensinou a subir árvores e a superar os medos.

Chamava-se Maria, um dos nomes mais banais, mais comuns na sociedade portuguesa, no entanto, ela era única. A mulher mais bonita que já vi: cabelos brancos como a neve, olhos verdes como esmeraldas, pele macia, baixinha e magrinha.

Faz cinco anos que ela virou uma estrelinha. Porém, jamais me esquecerei dos momentos que vivi ao pé dela.

Tenho saudades de chegar da escola e contar-lhe sobre as minhas novas aventuras e histórias e também dos lanchinhos quentinhos que preparava para me animar.

Pode parecer estranho, mas, à noite, quando olho para as estrelas, há sempre uma que brilha mais e fico a falar com ela como se fosse a avó-mãe (nome que lhe chamava quando era mais nova) e, por momentos, só por momentos, parece que ela me responde…


Lara Silva 9ºA (Professora Albina Macedo)

148 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

DEUSA MÃE